Limpeza de Couro

Cresce a quantidade de roupas de couro nas lavanderias

Mesmo num país de clima predominante tropical como o nosso, a quantidade de peças de couro têm aumentado nas lavanderias, o que gera uma demanda de conhecimentos por parte do empresariado do segmento.
Para atender a essa procura, a ANEL montou um curso de Lavagem de Couro, por processo à água, ministrado pela Planeta Azul, fornecedor de produtos químicos. O primeiro curso, realizado neste ano, não conseguiu atender ao número de inscritos, que ultrapassou a capacidade da sala de aula, tendo sido necessário repeti-lo em outubro.
De maneira simples e prática, as aulas conseguiram preencher as expectativas dos participantes, que, ao concluírem o curso, tiveram a segurança de que poderiam introduzir a lavagem de couro em suas empresas ou mesmo melhorar o serviço já existente.
Algumas informações e dicas que a Planeta Azul transmitiu aos interessados podem ser úteis ao leitor. Veja abaixo:

• Para que roupas de couro com sujidade muito pesada, antes de fazer a pré-lavagem manual, pode-se esfregar levemente uma borracha apropriada para esse tipo de roupa.

• Proteger a peça com uma toalha branca, passando o ferro por cima. Para passar o forro, manter a mesma temperatura do ferro, não esquecendo de usar uma sapata para não provocar brilho. Ao passar o forro, tomar cuidado para não encostar o ferro na pele.

• Para lavar mais de uma peça na máquina é necessário que as peças sejam da mesma coloração, pois o couro e a camurça sempre soltam um pouco de tinta.

• Peça muito mofada, com o corante todo manchado e com vários pontinhos brancos, é aconselhável não lavar, pois a tendência é descolorir ainda mais, comprometendo o resultado

• Para que a peça fique mais macia, após estar totalmente seca, colocá-la na secadora em ciclo para roupas delicadas por no máximo 15 minutos e deixar esfriar por 4 minutos.

• O couro, quando apresenta muito brilho em determinadas regiões, não é natural, é sujidade que deve ser removida.

• A recepcionista deve receber um bom treinamento para que possa anotar no rol todos os defeitos que a peça possui antes de ser submetida ao tratamento.

• A camurça, o chamois e o antílope podem ser passados. O ferro deve estar a uma temperatura entre 100C. e 120C.

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *